fbpx
EnglishItalianPortugueseSpanish

Mamoplastias Redutoras e Mastopexias

Com o passar do tempo ocorre nas mamas uma diminuição do conteúdo glandular e aumento da gordura local. Soma-se ainda os efeitos da gravidade sobre a mama, favorecendo a ptose (queda da mama). A gravidez também é um importante fator na acentuação da ptose mamária.

A mamoplastia tem como objetivo reverter este quadro, suspendendo a mama e retirando o excesso de pele e tecido mamário existentes. É indicada para a redução de mamas volumosas e para suspensão de mamas ptosadas (caídas). As Mamoplastias com retirada de tecidos podem ser dividas em Redutoras e Pexias sem prótese de mama ou com prótese de mama.

As cicatrizes resultantes variam de acordo com a quantidade de tecido removido, podendo ser apenas periareolar (ao redor da aréola), ou ter associada uma vertical (“I”), em “L” ou “T” invertido. É importante observar que o tamanho das cicatriz horizontal inferior (em T invertido) é proporcionalmente maior à quantidade de pele em excesso a ser removida. Em casos com ressecção moderada de pele a cicatriz horizontal, e em alguns casos até mesmo a vertical, podem ser evitadas.

Nas pacientes em que o volume mamário é adequado, pode ser realizada apenas a suspensão com a montagem das mamas (pexia). Já nas paciente com volume insuficiente e com excesso de pele a melhor indicação é a pexia associada a uma prótese de mama, o que auxilia no volume e na montagem final da mama, proporcionando ainda uma economia na extensão das cicatrizes.

A anestesia geralmente é a geral, sendo raramente usada a anestesia local com sedação ou peridural. O tempo de internação é geralmente de 24 horas, podendo se estender, caso haja necessidade.

A paciente deverá ficar afastada de esforços por 3 a 4 semanas, evitando movimentos exagerados de elevar e abrir os braços. Deve ser utilizado um sutiã cirúrgico por aproximadamente 2 meses. A prática de esportes poderá ser retomada completamente após dois meses. Nos primeiros meses a cicatriz encontra-se avermelhada, tornando-se clara com o tempo.

Por volta do 4º mês ocorre acomodação da mama, a qual produz o contorno arredondado da região inferior, que encontrava-se retificada no pós-operatório imediato. O resultado final é alcançado entre 6 meses e 1 ano.
As complicações são raras, podendo ser citadas: hematoma, infecção, deiscência (abertura de pontos), quelóides (conforme predisposição individual do paciente), sofrimento de pele (necrose).

Agende sua consulta

Open chat
M kawasaki