fbpx
EnglishItalianPortugueseSpanish

Prótese de Mama

A mamoplastia de aumento é indicada para pacientes que desejam aumentar o volume mamário devido a mamas pequenas ou para pacientes que após gravidez, amamentação ou perda de peso tiveram redução do volume mamário e/ou também, discreto excesso de pele, que se traduz em discreta ptose (queda) da mama.

Diversos estudos recentes comprovam que as próteses atuais de silicone texturizado, preenchidas com gel coesivo de silicone não trazem nenhum prejuízo à saúde da mulher (câncer de mama, doenças reumáticas, etc.), com alto grau de segurança e confiabilidade a longo prazo . No entanto, devido a ser um produto manufaturado, é recomendável avaliação regular para acompanhar a evolução da integridade ao longo dos anos e, se necessário, a sua troca.

A prótese de mama pode ser colocada através de 3 incisões diferentes: periareolar (no contorno da aréola), submamária (no sulco inferior da mama) ou axilar (através da axila). Por estes acessos pode ser posicionada em dois espaços diferentes: sob a glândula ou sob o músculo peitoral maior.

Em ambas as situações a fisiologia da glândula é preservada, permitindo o seu funcionamento (inclusive lactação). Cada método tem suas vantagens e desvantagens, sendo a indicação feita em conjunto pelo cirurgião e paciente, após avaliação clínica e conversa cuidadosa sobre os prós e contras de cada técnica.

Os exames de imagem (Mamografia, Ultrassonografia, Ressonância Magnética) podem ser realizados sem prejuízos, devendo sempre ser informada a presença das próteses antes do exame.

A anestesia é geralmente geral ou, em casos especiais, local com sedação. O período de internação varia de 12 a 24 horas, em média.

O pós-operatório costuma ser tranqüilo e pouco doloroso. Deve-se evitar esforços com os braços por 1 mês. Geralmente não há necessidade de se colocar drenos, porém quando necessário são drenos finos para coletar secreções formadas junto à prótese no pós-operatório. É retirado geralmente no 1º ou 2º dia pós-operatório.

A alteração da forma já é bastante evidente no pós-operatório imediato. Durante o primeiro mês há a redução progressiva do edema (inchaço), havendo uma acomodação gradativa dos tecidos, apresentando um aspecto cada vez mais natural. Como toda Cirurgia Plástica, o resultado definitivo se estabiliza após 6 meses, quando em média se completa a maturação da cicatriz.

As complicações são raras, mas podem ocorrer: hematoma, infeção, extrusão da prótese, contratura da cápsula que é formada ao redor da prótese, alteração das cicatrizes.

Agende sua consulta

Open chat
M kawasaki